13 de maio de 2017

Diário de Noiva: Um noivado memorável!

   Era uma vez um príncipe e uma princesa. O Rei havia prometido a eles um final feliz para sempre com direito a casamento dos sonhos. Tempos atrás, eles haviam se conhecido, viraram amigos, se apaixonaram, oraram e namoraram. Era chegada a hora de dar o próximo passo. Circunstâncias contrárias constantemente tentaram desanimar o jovem casal, a falta de recursos assustou, porém, o Soberano Rei já tinha um plano e colocaria tudo em prática no momento ideal. 
    O grande dia chegou, a hora mais esperada por todos, o momento de pedir a mão da princesa em casamento. O príncipe pensou em cada detalhe da surpresa e, apesar de temeroso, decidiu confiar que nas mãos do Rei estavam todas as coisas e que delas também viria o suprimento. E assim foi. Uma noite dos sonhos! Tudo perfeito. Ela disse sim. Iniciou-se, então, um novo capítulo nessa história de amor escrita pelo Roteirista mais criativo de todos os tempos.



    Eu e o Vini namoramos há quase 4 anos e não é segredo pra ninguém que há tempos já pensamos e planejamos um casamento. Decidimos dar um passo de fé, mesmo sem os recursos necessários para a festa dos sonhos, crendo que Deus abriria todas as portas segundo as promessas Dele sobre nós. Começando pelo noivado, já pudemos ter a certeza de que Ele estará no controle de todas as coisas. Fui completamente surpreendida de uma maneira que nunca imaginei e sempre sonhei. Só Deus mesmo para conhecer tão a fundo nosso coração e nos presentear dessas formas, com o noivo mais lindo, criativo, dedicado e romântico desse mundo, e os amigos mais parceiros e incríveis que poderiam existir. Quer saber como foi o pedido? Confira no vídeo abaixo:




   Agora, uma nova fase começa em nossas vidas e eu descobri que é mais trabalhosa do que eu imaginava! É hora de orçamentos, economias, redução de gastos, organização e tudo mais que uma festa de casamento e vida de casados podem nos oferecer. Quer nos acompanhar nessa etapa? Fique ligado aqui no blog e no canal e espere que vamos documentar cada parte do processo. Espero que te sirva de inspiração e auxílio para o que precisar.
      Mas, e aí, o que achou do pedido? Conte para nós nos comentários. ;)

       Um beijo e até a próxima.

1 de novembro de 2016

Desafio: Qual Você Prefere?

    Oi gente, tudo bom com vocês?

    Hoje é dia de vídeo novo no canal Espalhe Pelo Mundo! Dessa vez fizemos o desafio "Qual você prefere", e basicamente é escolher entre uma coisa ruim e outra horrível. kkk
    No caso, tivemos as escolhas foram entre: comer carne moída crua e mastigar caldo de carne, levar uma raquetada de choque ou comer ovo cru, passar mel no rosto ou cheira canela, comer pasta de dente com alho ou jogar ketchup no cabelo, entre outras.
Confira tudo nesse vídeo aqui:



     Não esqueça de se inscrever no canal para sempre receber as atualizações, e isso nos ajuda muito também no crescimento!!

     Um beijo e até a próxima ;*


21 de outubro de 2016

Séries da Adolescência para Assistir no Netflix



      Oi gente, tudo bom com vocês? Como toda sexta-feira, hoje é dia de dica aqui no blog pra vocês renovarem o catálogo de filmes e séries, e a dica de hoje é pra quem está na faixa dos 20 que nem eu e amava assistir as séries que passavam no SBT (principalmente de sábado e domingo de manhã).
     Vamos ter um momento nostalgia juntos? Obrigada, Netflix, por tornar isso possível!!! Vamos à lista ;)


1. Gossip Girl



      A série é de 2007 e conta o dia-a-dia dramático dos jovens estudantes de Upper East Side, a elite de Nova York, pela visão da Garota do Blog (ou Gossip Girl). Ela descobre os podres de todo mundo e joga na rede através do seu blog mega acessado. Em 6 temporadas nós acompanhamos os dramas de Dan, que é um garoto pobre e aspirante a poeta do Brooklyn apaixonado pela Serena, a It Girl mais badalada de UES. Tem também a sua melhor amiga, Blair Waldorf, a personificação da garota rica mimada que faz um par perfeito com Chuck Bass, galinhão com uma vida toda torta, o Nate, que é rico e fica pobre, depois rico de novo, enfim. A série retrata bem a vida e os dramas dessa galera rica e esse contraste dos dois mundos, sem contar que é cheia de romances e assuntos relacionados à adolescência. A minha experiência foi interessante, porque eu me peguei torcendo mais pro elenco adulto do que para os jovens. É legal assistir agora depois de "velha" e descobrir que a gente realmente ganha novas perspectivas das coisas. Pra quem gosta de moda, é um prato cheio (eu amo o figurino da Blair, simplesmente amo!). No SBT, ela era exibida às segundas-feiras no Tele Seriados. 



2. The O.C.


       Sim, vamos comemorar!! The O.C. entrou para o catálogo do Netflix. Eu fiquei mais que feliz com essa notícia, a alegria das minhas tardes de sábado e depois manhãs de domingo era ver O.C. e Lances da Vida (tô esperando, Netfllix!). A série é de 2003 e fez o maior sucesso desde o lançamento (até a morte de uma personagem mega importante, o que causou o desinteresse de muita gente e resultou no cancelamento na quarta temporada devido ao baixo índice de audiência). Uma das razões para assistir The O.C. é o Seth Cohen e a Summer Roberts que fazem o casal mais fofo do mundo, sem contar que ele é um nerd muito gracinha. Tem a mesma premissa que GG, retratando a história de um grupo de adolescentes e suas famílias que vivem em Newport Beach, Orange County, um paraíso onde tudo aparentemente é perfeito, mas claro que não, né?! Passamos a conhecer os podres por trás das mansões. Tudo começa com a mudança de Ryan, um adolescente problemático, para a mansão dos Cohen (daí "um estranho no paraíso"), porque o Sandy, um cara muito legal, se identifica com o rapaz e o convida para morar em sua casa e deixá-lo fora de confusão. Aí nos acompanhamos os dramas do Ryan, da família Cohen e do Seth, que é apaixonado pela Summer, a patricinha do colégio, melhor amiga da Marissa, que é muito problemática (...). A trilha sonora é incrivelmente boa e vai te levar a uma viagem de volta a adolescência, trust me



3. Full House - Três é Demais.


            Essa é um pouco mais velha que as outras, mas não deixa de ser um clássico do SBT. Quem não se lembra das fofas Olsen no papel de Michele? A série é de 1994 e tem 8 temporadas. Ela conta a vida de um pai viúvo com 3 filhas para cuidar. Seu melhor amigo e o cunhado se mudam para a casa para ajudá-lo nessa missão e é pura comédia. Três homens cuidando de três meninas, uma adolescente, uma pré-adolescente e uma criança. Não tem tanto drama adolescente como as outras, é mais comédia do que drama com certeza, mas é risada e diversão garantida. É muito legal acompanhar a trajetória dos personagens e a evolução de cada um em 8 temporadas. Você com certeza vai se apaixonar pela Michelle também e não vai acreditar o quanto as gêmeas Olsen eram fofas! O mais legal de tudo é que a Netflix fez um remake chamado Fuller House, com exatamente o mesmo elenco, mas dessa vez acompanhamos a a D.J. cuidando de seus 3 filhos após ficar viúva, com a ajuda da sua irmã Steph e melhor amiga Kimmy. Esse remake é um dos meus favoritos de todos os tempos e eu estou tão feliz que a Netflix tenha feito, sério! Mas não vou falar muito dele porque quero fazer um post especial só sobre isso ;) 


4. Gilmore Girls


      A última série dessa lista eu já falei aqui e é citada pela Blair Waldorf em GG (só curiosidade, rs). Quando eu ouço a música de abertura dessa série já lembro SBT domingo de manhã, é nostalgia pura! Gilmore Girls é de 2000, possui 7 temporadas e retrata a vida de Lorerai e Rory Gilmore, mãe e filha. Lorelai é mãe solteira, com problemas com a mãe, gerente de um hotel que faz de tudo pela sua filha Rory, uma excelente aluna com grandes aspirações profissionais, amante da leitura e que vive os draminhas comuns de adolescente. O mesmo que aconteceu quando eu reassisti Gossip Girl aconteceu aqui, percebi que dessa vez eu prestei bem mais atenção no núcleo que envolvia a Lorelai do que na Rory (e olha que eu gosto muito dela). O relacionamento mãe e filha é muito bem desenvolvido nessa série e realmente é para assistir naqueles momentos nostálgicos ou que você precisa de algo leve. Eu descreveria Gilmore Girls exatamente assim: leve. Vale a pena colocar ela em dia, até porque estamos esperando o Revival que está para sair na nossa querida Netflix :D



      Bom, é isso. Espero que vocês tenham gostado de relembrar um pouquinho do começo dos anos 2000 comigo. Me dá até um friozinho na barriga de nostalgia. Estou aguardando a Netflix liberar One Three Hill pra completar minha lista, e acho que Smallville também! Quem aí lembra de Sabrina, Aprendiz de Feiticeira? Eu amava, ahaha. E aí, quais séries mais você acompanhava na sua época de adolescência? Deixe aqui nos comentários ;)


Um beijo e até a próxima ;*

20 de setembro de 2016

Resenha: Caixa de Pássaros - Josh Malerman

     Olá meus bagunceiros de plantão!

   Depois de um longo período sem postar resenhas, volto a todo vapor com o thriller psicológico Caixa de Pássaros de Josh Malerman.
    Não é segredo que meu gênero predileto de livros e filmes envolve suspense, e a premissa desse livro me cativou na primeira passagem de olhos. Lembro-me de chegar na livraria e ficar passeando pelas prateleiras (meu hobby favorito) procurando algo que nem sabia o que, até me deparar com essa belezinha. O jovem vendedor havia comentado que esse livro estava sendo sucesso de vendas e estaria sendo muito prestigiado, então pensei: "Hum, vou dar uma chance".


Caixa de Pássaros
Josh Malerman
Intrínseca,2015
Tradução de Carolina Selvatici
Contos de horror- Thriller Psicológico
264 pg.


     Josh Malerman é um autor americano e o vocalista da banda de rock The High Strung. Desde a sua infância escrevia contos de terror e Caixa de Pássaros é seu romance de estréia que foi publicado no Reino Unido e nos Estados Unidos em 2014 sendo muito aclamado pela crítica recebendo até mesmo alguns prêmios da literatura.

    A escrita da obra por si só flui muito bem, realmente é um livro pra ler de uma só vez. Narrado em terceira pessoa que nos dá uma visão horrenda de tudo,o romance é composto de cenas bem diretas, sem muita enrolação ou explicações, o que de alguma forma me agradou e muito.  Um suspense bom e angustiante com momentos de tensão e aflição que me deixou muito curioso conforme o lia.

    A obra se divide em presente e passado, até culminar em um mesmo ponto onde as duas estórias se encontram, dessa maneira é possível acompanhar a evolução da protagonista Malorie, quem ela era e no que se transformou, como ela  se desenvolveu devido as ocorrências. Malorie do presente nos é apresentada vivendo num cenário apocalíptico com seus dois filhos e há algo perturbante que não se sabe o que e nem da onde veio ao redor das pessoas. 

"Um âncora descreveu a situação como um apagamento pessoal, expressão que não pegou. Instruções do governo eram constantemente exibidas. Um toque de recolher nacional foi decretado. As pessoas foram aconselhadas a trancar as portas, tapar as janelas e, acima de tudo, a não olhar para fora".

    Bastava uma olhadinha para a "coisa" ou "criatura" para desencadear um comportamento violento nas pessoas que as levava a enlouquecer a tal ponto capaz de matar uns aos outros de maneira brutal ou cometer suicídio

"(...) Um homem que viajava de carona num caminhão por uma estrada nos arredores de São Petersburgo pediu ao amigo, o motorista, que parasse o carro, então atacou-o e arrancou os lábios do colega com as unhas".


    Foi então que Malorie treinou seus filhos severamente desde bebes pra que seus ouvidos superassem a a sua visão.

"Às vezes, por conta de toda a pressão que sofrem para prestarem atenção aos sons, por toda a importância que depositou nos ouvidos deles, Malorie acredita que os dois são capazes de ouvi-la pensar".


   Como viver em um mundo que não se pode abrir os olhos?

 No início do caos, Malorie e algumas pessoas eram céticas com os acontecimentos noticiados na televisão e internet até sua vizinhança e família serem afetadas. Sozinha e com uma gravidez totalmente inesperada, decide se aventurar na busca de uma especie de abrigo noticiado no jornal. Desde então somos apresentados aos demais personagens que vivem trancafiados nessa casa com as janelas tapadas por cobertores, lutando pela sobrevivência .

   Não senti medo, talvez  pelo fato de estar acostumado com o gênero,achei inclusive  as cenas bem clichês de filmes de suspense, que eu provavelmente daria um pulo no sofá, mas acabei não dando nenhum. 

   O final deixa a desejar, não é nada surpreendente,nada conclusivo, bem esperado por sinal, com muitas pontas soltas que de certa forma me incomodou bastante, o que todos queriam saber (pelo menos acho), a maior curiosidade do livro não nos é relevada. Muito provavelmente o autor quis deixar a próprias interpretações, ou foi proposital mesmo pra tentar causar um medinho maior, o que não funcionou nem um pouco pra mim por gostar das coisas bem mastigadinhas e esmiuçadas.



    Mesmo o autor dizendo em entrevista para o site da intrínseca que não se o ponhe a ideia de uma continuação, deixou bem claro estar pensando em outros livros e outros medos. Portanto,  o que eu mais gostaria de saber, não saberei. O jeito é aceitar que dói menos!

   Ah, acho que gostariam de saber que  o romance será adaptado para o cinema, seus direitos foram comprados pela Universal Studios e o filme está na fase de pré-produção.

     Confira a resenha no canal.

 


      Grande Afago e até a próxima!


17 de setembro de 2016

Tag: Meu Passado Me Condena



  Oi gente, tudo bom com vocês?

  Estamos de cara nova, vocês viram? Digam aí nos comentários o que acharam do layout! E pra comemorar essa cara nova, a gente vai falar de coisa velha kkk fizemos uma tag no canal chamada "Meu Passado Me Condena". Mostramos as nossas fotos do orkut e as mudanças de estilo desse passado sombrio. Tem foto minha de cabelo vermelho à lá Roberta de RBD, foto do Vini de Restart e por aí vai. Ficou curioso? É só dar o play no vídeo!




     Quero aproveitar pra contar pra vocês que o canal vai passar por uma reformulação! Vamos finalmente falar de filmes, livros e séries também. Estamos preparando um conteúdo super bacana pra vocês. Espero que curtam! 


         Um beijo e até a próxima ;*