Cinema: Como Eu Era Antes de Você


     Um dos filmes de romance mais esperados desse ano, inclusive por mim, foi "Como Eu era Antes de Você", adaptado do livro com o mesmo título da autora Jojo Moyes. Estava tão ansiosa para assisti-lo que assim que tive a oportunidade não esperei qualidade boa nem o Vini (e ele ficou super bravo comigo, diga-se de passagem, rs). Bom, então vamos falar um pouquinho desse filme hoje, que tal? ;)


FICHA TÉCNICA

Título Original: Me Before You
Direção: Thea Sharrock
Elenco: 
Emilia Clarke (Game of Thrones), 
Sam Clafin (Jogos Vorazes, Simplesmente Acontece)
Ano: 2016
Trailer: Aqui



O FILME


"Se esforce. Não se acomode. Apenas viva."
     Louisa Clark tem um coração enorme, pensa sempre nos outros antes dela mesmo. Com um estilo excêntrico, desfila sorrisos por onde passa. Veio de uma família pobre e é completamente acomodada com a vida que leva. Em contraponto, Will Traynor é um aventureiro, rico, bonito e com a vida dos sonhos. Um grave acidente transforma sua vida completamente e ele se vê perdendo todas as coisas boas que tinha. Seus destinos se cruzam quando Lou perde o emprego e, precisando de algo novo, acaba como cuidadora de Will. De princípio, eles são completamente opostos. A alegria constante de Lou faz contraste com o sarcasmo amargo de Will, sua inteligência e experiências fazem Lou parecer uma criança boba e sem cultura. Will está decidido a fazer a vida da garota a mais difícil possível para que ela desista, já que ele não vê mais sentido em sua própria vida e afasta todos os que tentam se aproximar. Vocês podem imaginar o que acontece, não é?
     O filme aborda temas delicados e que causaram muita polêmica, mesmo na época do lançamento do livro e agora retornou, graças ao fortalecimento da franquia por causa do filme.

       Vamos começar falando de Louisa. Gosto da forma como a personagem é sempre alegre e de bem com a vida, também admiro seu amor pela família e doação por aqueles que estão ao seu redor. É preciso ter muita personalidade para se vestir da forma como ela se veste, e isso eu também admiro. A atriz faz algo interessante com a personagem, as sobrancelhas são expressivas e fazem parecer que ela está sempre deslocada do mundo, quando está perto de Will ainda mais, principalmente quando ele está falando de coisas cultas. O namorado dela é interpretado por Matthew Lewis, que fazia o Neville Longbottom na saga Harry Potter e eles conseguiram me fazer odiar o cara, sério. O personagem, digo. Ele é chato, irritante e está feio. Deixaram o Neville feio! kkk
        Lou tem esse ar inocente e você se apaixona pelo grande coração que tem e pela sinceridade de todas as suas atitudes.


     Já Will é um personagem amargo, na minha opinião. Imagino a dor de quem teve tudo e, no mesmo instante, se viu sem nada. Porém, eu acredito que a atitude que ele tomou (se você não assistiu, assista e depois volte para conversarmos sobre o assunto) foi egoísta, ele tinha muitas pessoas que o amavam e isso por si só já é motivo para lutar. Você decide o que quer fazer com os limões que surgem no caminho e ele escolheu agarrá-los e chupá-los todos os dias, sem olhar as possibilidades que poderia ter e, principalmente, todos os que estavam à sua volta.

       Confesso que esperava mais do filme, não sei se assisti com muita expectativa, provavelmente sim, mas esperava mais. Não tive a mesma sensação que tive quando assisti Se Eu Ficar, por exemplo, que é parecido em alguns aspectos. Eu ainda não consigo entender esse final, ou pelo menos as razões dele, mesmo tendo lido as declarações da autora e roteirista, mantenho meu posicionamento de não concordar. Claro que levanta questionamentos do tipo "O que faríamos se estivéssemos no lugar de Will?". Eu sei o que eu faria, por aqueles que me amam, isso talvez porque eu seja um pouco como Louisa nesse ponto, mas enfim. É bonito de assistir, a trilha sonoro é gostosa de ouvir (e eu prezo sempre por uma boa trilha), mas não assista com muitas expectativas. Tenho cenas específicas que são minhas favoritas, a da chuva na janela, por exemplo, quando Lou encontra o Will pela primeira vez, a cena do aniversário e do presente do Will para Lou, quando eles vão para a ópera e quando eles estão no topo do castelo conversando.





           Bom, conclusão final, na minha humilde opinião é um bom filme com algumas controvérsias. Poderia ser melhor. Assista e depois me diga o que achou, quero a sua opinião também. ;)


Um beijo e até a próxima ;*


Comentários

Postagens mais visitadas